quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

um corpus que me pertença

procura-se corpus desesperadamente


Enquanto meus alquebrados neurônios fazem hora extra para encontrar, finalmente, um corpus para chamar de meu, divirto-me montando uma versão beta da minha 'Matriz de critérios' para análise de presença de elementos de apuração jornalística em matérias. Contribuições a essa inglória tarefa são mais do que bem-vindas!

1) consulta a mais de uma fonte, de instâncias diferentes do fato
2) uso de informação não-oficiais
3) uso de declarações realizadas via entrevista do próprio veículo
4) pauta própria
5) cruzamento de dados, confrontamento de pontos de vistas
6) riqueza de dados
7) elementos de descrição/narração pormenorizados
8) ‘insights’/fuga do tradicional
9) contextualização dos acontecimentos/fatos
10) informações além das básicas (beyond the 5W)

4 comentários:

Eduarda disse...

Nesse momento são os meus neurônios que não conseguem pensar em alguma coisa inteligente pra contribuir com a sua lista. Assim sendo, só me resta dizer que, na falta de um 'Corpus' pra chamar de seu, você deveria tomar um 'Batavo', pois além de ser uma delícia (muito melhor que o 'corpus') tem apenas 49kcal. Hahaha!

Marcelo disse...

Adriana, eu incluiria alguma coisa como "leitura independente de dados oficiais". Sempre enfatizo isso nas aulas que dou de reportagem com o auxílio do computador: uma boa análise própria de dados oficiais permite questionar as fontes com base em dados que elas próprias produziram. Um exemplo clássico é o de quando sai uma pesquisa do IBGE. Quase todo mundo só cobre os dados destacados no release, quando dentro das planilhas há informações preciosíssimas que podem ser usadas não só quando sai a pesquisa - podem ser usadas pra gerar pautas ao longo do ano, ou pelo menos até sair uma nova. (OK. Isso já é sofisticado demais para o jornalismo brasileiro atual, mas não custa tentar...) Se você tiver Skype e quiser bater um papo no começo de janeiro, quando eu estiver de volta a São Paulo, entre em contato. Tenho algumas idéias aqui que podem colaborar com a tua pesquisa.

Adriana Santana disse...

marcelo, dicas valiosas são sempre muitíssimo bem-vindas. vamos conversar sim, é só dizer o melhor dia. a leitura independente dos dados oficiais já está, a partir de agora, complementando minha lista.

eduarda, valeu pelo bom humor. :)

Marcelo disse...

Adicione lá: meu skype é marcelosoaresds