segunda-feira, 9 de junho de 2008

Clamor de inocência

Devo, não nego. Pago (ou volto a postar com freqüência decente) quando puder. Caríssimos, estou em grande débito com este espaço e, em conseqüência, com meus poucos - porém fiéis - leitores. Volto em breve à rotina normal. Minha gente, "não me deixem só", numa alusão a um nefasto, mas não tão longínquo, passado político.

Para ouvir ao som de:

Basta de clamares inocência (http://www.youtube.com/watch?v=8o6zm5wvcIM)
Composição: Cartola

Basta de clamares inocência
Eu
sei todo o mal que a mim você fez
Você desconhece consciência
Só deseja o mal a quem o bem te fez
Basta, não ajoelhes, vá embora
Se estás arrependida
Vê se chora
Quando você partiu
Disseste chora, não chorei
Caprichosamente fui esquecendo
Que te amei
Hoje me encontras tão alegre e diferente
Jesus não castiga o filho que está inocente
Basta, não ajoelhes, vá embora
Se estás arrependida
Vê se chora

2 comentários:

Eduarda disse...

Te perdôo só porque adoro essa música do Cartola. Mas vê se não abusa, tá? ;)

Beijo!

Adriana disse...

tá bom, obrigada pelo perdão! :]